Confira nossas dicas para comprar móveis para espaços pequenos.

Com a redução dos metros quadrados nas casas e nos apartamentos modernos acaba surgindo a necessidade de mobiliar os cômodos de uma forma mais funcional, de modo que os móveis não comprometam o aproveitamento do espaço nem prejudiquem a circulação de pessoas pelos cômodos. E se você já passou ou está passando por esse desafio, sabe que é uma missão e tanto organizar e decorar a casa quando se tem um ambiente demasiadamente compacto, não é verdade? Mas nada de pânico, porque é plenamente possível vencer esse obstáculo! Para isso, basta fazer escolhas inteligentes em relação aos móveis, aos equipamentos e acessórios da residência.

Quer saber como comprar mobília para ambientes pequenos? Então continue lendo o nosso artigo e descubra quais são as melhores cores, os formatos mais adequados, as medidas ideais e as posições perfeitas para otimizar o espaço! Pronto? Então vamos lá: 

Planeje a disposição do mobiliário

Antes de efetivamente partir para as compras, planeje a disposição dos móveis e liste os itens que você pretende colocar em cada ambiente. O ideal é priorizar os móveis básicos de cada cômodo, como o sofá e o painel na sala, a cama e o guarda-roupa no quarto, a mesa e as cadeiras na sala de jantar e assim por diante. Coloque tudo no papel, faça um esboço do seu projeto e só depois parta para a negociação. Você vai ver como só esse rascunho já vai ajudar a evitar compras por impulso ou aquisições inadequadas para os ambientes!

Mantenha o foco nas medidas

Para não errar na escolha de móveis para espaços pequenos, tome nota das medidas de cada ambiente. Usando uma trena ou fita métrica, meça as paredes onde pretende colocar os móveis, planeje a distância entre eles e, se for necessário, use folhas de jornal e fita adesiva para simular o tamanho dos móveis no espaço. Cheque também as medidas da porta, afinal, nada pior do que comprar um móvel lindo, mas que mal entra no espaço, não é mesmo?

Invista em peças verticalizadas

Para não prejudicar a área de circulação com móveis térreos que atrapalham a passagem, invista em pelo menos algumas peças de mobília verticalizadas — conhecidas também como aéreas. Uma ótima alternativa para otimizar o espaço é apostar em armários suspensos, ganchos, prateleiras, nichos, painéis e suportes que fiquem no alto, pois eles liberam o espaço e ainda contribuem para uma decoração mais limpa e arejada.

Use móveis como divisórias de ambientes

Uma opção inusitada para mobiliar, decorar e organizar os ambientes mais enxutos é usar móveis como estantes e aparadores para dividir os ambientes. Desse modo você dispensa o uso de paredes, compõe a decoração de forma inusitada e ainda ganha espaço para guardar objetos, como porta-retratos, livros e souvenirs.

Recorra aos móveis planejados

Se o espaço for realmente muito pequeno, uma solução eficaz é recorrer à marcenaria planejada, que produz móveis sob medida para aproveitar cada cantinho dos ambientes. Isso sem contar que essa opção ainda permite a total personalização dos cômodos, já que os móveis sob medida oferecem a possibilidade de o dono escolher direitinho o modelo, a cor, o material e o tamanho que bem desejar.

Prefira alternativas multifuncionais

Em espaços compactos, os móveis que cumprem diferentes funções são sempre uma mão na roda! Vale comprar cama com baú embutido, sofá que vira cama para o quarto de hóspedes, banco que faz as vezes de mesinha lateral, pufe com compartimento para guardar revistas e por aí vai. Outra escolha interessante consiste em comprar móveis retráteis e dobráveis, pois eles são extremamente versáteis e podem se tornar grandes aliados da otimização do espaço.




Aposte nas linhas retas

Quanto ao design dos móveis, decoradores afirmam que quando se tem menos espaço disponível é melhor comprar peças retas, pois elas criam um efeito de continuidade que dá a sensação de prolongamento do ambiente. Como se não bastasse, a mobília retilínea se encaixa com mais precisão nos cômodos, melhorando assim o aproveitamento da área.

Escolha os móveis de acordo com o cômodo

Com a limitação do espaço, cada cômodo acaba exigindo mais atenção especial no que diz respeito aos móveis. Então veja a seguir algumas estratégias básicas para mobiliar os principais cômodos da casa:

Acerte na escolha das cores

Para criar a sensação de amplitude nos ambientes compactos, o mais indicado é comprar móveis claros e sóbrios, em tons de bege, branco ou cinza clarinho. Deixe as cores vibrantes para detalhes menores, como vasos, quadros e demais enfeites. Vale ressaltar que cores escuras devem ser evitadas, pois fazem os cômodos parecerem menores do que realmente são. Fuja também do excesso de estampas, pois os itens estampados podem poluir o visual e acabar afetando negativamente a decoração.

Adote táticas profissionais

Aqui vão algumas dicas extras para que você dê conta do recado, mobiliando sua casa do seu jeitinho e ainda fazendo com que o espaço pareça maior! Primeiramente, prepare-se para ir mobiliando tudo bem aos pouquinhos. Comece pelos móveis grandes e, só se realmente sobrar espaço, invista em móveis menores e complementos. Além disso, use a iluminação a seu favor, pois uma casa clara sempre parece mais ampla.

Da sua maneira, na sua medida

Motivos para escolher a projeto moveis

Projetos Editávies

Oferecemos customização verdadeira

Pensando em Você

Ambientes que levam em consideração a circulação e seus equipamentos

Respeitando as Diferenças

Variedades dos materiais fletindo a personalidade dos seus ocupantes

Agilidade

Metodologia e produção automatizada

O QUE FAZ A EXCELÊNCIA DA PROJETO MÓVEIS ?

+
Clientes de sucesso
+
Contatos recebidos pelos clientes
%
Dos clientes nos recomendam

DADOS PARA ORÇAMENTO

Blog

Acompanhe nossas novidades

VER TODAS NOTÍCIAS