5 dicas para você que quer fazer móveis planejados na sua casa.

Os móveis planejados são uma ótima maneira de aproveitar melhor o espaço de um ambiente. Como neste caso tudo é pensado de maneira exclusiva para um projeto, o espaço é melhor aproveitado e é possível fazer alterações para adaptar tudo à sua necessidade. Ao final de todo este processo, você tem em sua casa uma mobília completamente personalizada no estilo que desejar.

As opções neste mundo dos móveis planejados são bastante variadas, o que provavelmente pode deixar você com aquela sensação de “não sei por onde começar”. Neste momento, ficar atento ao que você deseja, realizar orçamentos em vários lugares e levar em conta também as suas possibilidades são medidas indispensáveis para não ter surpresas negativas.

Banheiro, quarto, cozinha, sala, despensa, lavanderia, garagem ou varanda: não há um cômodo da casa sequer que não possa ser totalmente planejado para ficar exatamente do jeito que você quer. Então, nós preparamos 11 dicas que vão servir de base para deixar os seus ambientes personalizados, com estilo e aproveitando bem todo o espaço ao seu dispor.

1. Para começar, defina o que você quer

O passo inicial quando se pensa em móveis planejados é, de fato, o planejamento. Por mais óbvio que isso pareça, é importante ficar atento a tudo o que você deseja em relação aos seus móveis quanto a modelos, estilos, conceitos e por aí vai. Esse passo é essencial e vai guiar todos os demais.

Depois disso, tenha em mente que o ideal é avaliar a praticidade e o conforto que os móveis precisam oferecer. Você deve pensar em quais são as necessidades específicas da sua família, visando criar um ambiente agradável e que atenda ao seu dia a dia.

Outro ponto importantíssimo para ser levado em conta é o espaço do qual você dispõe para a instalação dos móveis, detalhe crucial para que tudo funcione bem. Quanto menor o imóvel, mais importante é o planejamento para se comprar os móveis e obter um aproveitamento melhor do espaço.

Mais um passo essencial que você deve tomar é avaliar a questão da disponibilidade de recursos. Se você dispõe de dinheiro o suficiente para mobiliar toda a casa, por exemplo, não é preciso necessariamente dar prioridade para algum cômodo em específico. Porém, se a grana estiver curta, tente avaliar quais espaços necessitam com mais urgência dos móveis. Vale lembrar que não há um cômodo que custe obrigatoriamente mais do que outro, pois o valor final sempre depende fatores como tamanho e tipo de material aplicado.

2. Realize orçamentos com todas as informações em mãos

Tendo um esboço da sua ideia, agora é a hora de passar para uma outra parte complicada: a dos orçamentos. Com aquilo que você quer mais ou menos lapidado, contate lojas, converse com vendedores e tente ter a visão mais precisa possível de quanto tudo vai sair.

Para facilitar a negociação, o ideal é ter em mãos as medidas do lugar onde serão instalados os móveis. É lógico que uma medição será feita pelos profissionais contratados, mas você ter esses dados ao seu dispor facilita bastante a negociação junto aos vendedores.

Se informar sobre materiais e cores alternativas também é uma dica excelente para conseguir opções com preços distintos. Não se acanhe também em questionar o vendedor sobre a possível existência de alternativas mais em conta em relação àqueles oferecidos inicialmente por ele.

3. Agora, defina como quer cada ambiente

Pensar em como cada ambiente deve ficar pode ser mais complicado do que parece quando você não tem nenhum referencial, assim, vasculhar a internet em busca de inspiração é altamente aconselhável. De qualquer maneira, o importante é ter algumas ideias em mente quando você vai conversar com o vendedor.

O ideal é levar em conta se o planejado escolhido tem o estilo e consegue passar tudo o que você deseja em relação a cores, formas, personalidade e custos. Desta maneira, quando você for negociar com o atendente de uma loja, avalie as opções mostradas por ele sempre levando em conta aquilo que você quer para a sua casa.

Um ponto importante é saber receber as dicas do vendedor, mas tendo em mente se tudo aquilo será realmente útil em seu espaço e o quanto um estilo combina com você, por exemplo. É claro que um profissional da área vai ter dicas valiosas, então o importante é saber balancear tudo antes de tomar uma decisão.

4. Você não é obrigado a fechar com a primeira loja

Esta dica é geral para basicamente qualquer processo de compra, especialmente aquelas que despendem mais dinheiro: faça vários orçamentos. Evite comprar na primeira loja antes de conferir o preço em outros estabelecimentos — por isso também é importante ter as medidas ao menos aproximadas do espaço que você quer mobiliar.

Além disso, as empresas não costumam descartar projetos assim, de uma hora para outra. Quando elas realizam uma projeção daquilo que pode vir a ser o seu espaço mobiliado, este material fica guardado por algum tempo justamente para o caso de você dar sequência à negociação. Então, pense com calma, analise as opções e se decida pela que atende às suas necessidades.

Lembre-se também de verificar se uma empresa não cobre ofertas oferecidas por outras, isso também sempre pode ser decisivo para gastar um pouco menos. É preciso avaliar inúmeros detalhes aqui também, como prazos oferecidos, reputação e materiais utilizados pelos profissionais para escolher qual loja vai trazer os seus móveis dos sonhos para a realidade.

5. Móveis planejados são muito caros?

Você já deve imaginar que a resposta para esta pergunta varia bastante conforme uma série de fatores como tamanho dos móveis e materiais aplicados neles, mas nós tentaremos ajudar. Aqui, o importante é destacar que móveis planejados são personalizados, logo tendem a ser sensivelmente mais caros do que aqueles de linha padronizados.

Às vezes, móveis adquiridos para instalação em um espaço amplo acabam saindo proporcionalmente mais em conta justamente pela maior facilidade na elaboração e execução do projeto. Espaços reduzidos costumam ser mais desafiadores, o que pode aumentar o custo de uma obra.

Assim, mais uma vez, responder se o valor final será alto vai depender daquilo que você procura. Você quer apenas armários para um quarto ou quer também cama e escrivaninha? A sua cozinha tem espaço reduzido e você precisa de vários armários e nichos? Tudo isso vai influenciar no preço final, então é preciso ficar bastante atento e realizar vários orçamentos para ter uma ideia do que é caro.

Da sua maneira, na sua medida

Motivos para escolher a projeto moveis

Projetos Editávies

Oferecemos customização verdadeira

Pensando em Você

Ambientes que levam em consideração a circulação e seus equipamentos

Respeitando as Diferenças

Variedades dos materiais fletindo a personalidade dos seus ocupantes

Agilidade

Metodologia e produção automatizada

O QUE FAZ A EXCELÊNCIA DA PROJETO MÓVEIS ?

+
Clientes de sucesso
+
Contatos recebidos pelos clientes
%
Dos clientes nos recomendam

DADOS PARA ORÇAMENTO

Blog

Acompanhe nossas novidades

VER TODAS NOTÍCIAS